domingo, 1 de fevereiro de 2015

O LIVRO MÁGICO! (peça para o final de ano)


Grupo de teatro CIRANDA DE LUZ
PEÇA:  O LIVRO MÁGICO! (peça para o final de ano)





Cenário
uma praça, onde tem um banco, flores, a simular um pequeno jardim, um grande livro de onde vão sair os personagens, exceto duas crianças.
João está brincando com dois carrinhos, quando entra  Pitoco (Pitoco é uma criança de rua, esta suja e  com roupas velhas).  Pitoco apenas fica olhando, sem muita coragem de se aproximar, quando João o vê.
João
(se levanta e vai até Pitoco)
- Oi, eu sou o João, como você se chama?
Pitoco
- Eu sou Pitoco.
João
(acha estranho)
- Pitoco? Mas isso é nome?
Pitoco
- Não... é apelido , meu nome mesmo é CARLOS EDUARDO, mas desde pequeno todos na rua me chamam de Pitoco, você também pode me chamar de Pitoco.
João
(dá um carrinho)
- Toma, vamos brincar.
Pitoco
- Posso mesmo?
João
Claro que sim, vem, esses carrinhos são legais, minha avó me deu porque é natal, e no natal agente ganha presentes.
Pitoco
(cara triste)
- Nem todo mundo.Eu não ganho presentes no natal.
João
- Não? Não fique triste, eu ganhei dois, dou um para você, pronto, resolvido.
LIVRO
- Ei, psiu...... crianças....
João
(para a plateia)
- Oi, foram vocês que nos chamarão?
Pitoco
- Não? Eu escutei, alguém falar, ei psiu.... crianças...
LIVRO
- Aqui crianças, olhem para trás.
Pitoco
- Aqui onde? Não vejo ninguém.
João
- Nem eu, ai meu Deus, minha avó sempre conta historias de fantasmas, será que é um?
Pitoco
- Calma, você agora é meu amigo, eu lhe protejo, não tenho medo de nada.(fala alto) - Apareça imediatamente quem estiver  atrás dessa coisa que parece um livro.
LIVRO
- Eu não sou uma coisa, nem pareço um livro, eu sou um livro, e sou um livro mágico .
João
(espantado)-  livro mágico? Isso não existe, na minha casa tem muitos livros e não tem nenhum  mágico.
Pitoco
- Eu não tenho livros, mas se meu amigo diz que livro mágico não existe eu acredito, por isso, quem estiver escondido, apareça já.
LIVRO
- Eu já apareci, estou aqui e vocês não acreditam(suspira). Vamos fazer o seguinte, eu vim dar um presente para vocês dois, porque eu vi que o João fez uma boa ação, ele dividiu seu brinquedo com quem não tinha nenhum, parabéns João, você conquistou um amigo para sempre.
João
(para Pitoco)
- Oba, mais presente, já estou começando a acreditar no livro mágico
Pitoco
- Olha João, em uma coisa ele tem razão,  seremos amigos para sempre, e não é por conta do presente, não,  é porque você me aceitou assim, como eu sou.
LIVRO
- Pois bem, vamos ao presente?
JOÃO E PITOCO
- Vamos.... obaaaaa.
João
- Eu quero um carro com controle remoto.
Pitoco
- Eu quero uma bicicleta para pedalar por ai.
LIVRO
- Nada disso, o presente é uma coisa bem maior, vou contar para vocês a história de um menino chamado Jesus.
João
- Minha avó já contou algumas historias que falavam de Jesus, mas não era menino não, era de um homem que se chamava Jesus. (diz este final como corrigindo o livro)
LIVRO
- Mas esse homem também foi criança, assim como vocês dois, e foi crescendo até ficar um homem. Mas  então, querem ou não escutar minha historia?
PITOCO E JOÃO
(um olha para o outro, como se combinassem e diz)
-Queremos.

ESTRELA
(sai de dentro do livro uma estrela)
- Olá meninos, eu sou a estrelinha que brilhou no céu a muitos anos atrás quando o menino Jesus nasceu.
Pitoco
(olhando e dando volta na estrela)-  Nossa, que bacana, a senhora é tão brilhante.
ESTRELA
- Isso mesmo meninos, e foi esse brilho que informou aos reis magos que nascia naquele momento o Rei da humanidade.
João
- Acho que essa historia tá errada, porque minha avó disse que  Jesus nasceu  muito pobre, que não tinha nem berço.
Pitoco
- Eu já estou gostando, quem sabe eu posso ser rei um dia?(enche o peito para falar) Quando eu for rei, vou ajudar todas as crianças de rua.

REI
(neste momento entra um  dos reis magos )
- Muito bonito Pitoco, ajudar nosso próximo é o que Jesus pede sempre ao nosso coração e não precisa ser rei, podemos ajudar de muitas formas.
ESTRELA
- Olá amigo. Meninos este é um dos reis magos que presenteou o menino Jesus.
João
(para Pitoco, confidenciando)- Ele   não tem nada de magro.
Rei
- João, meu filho, não é magro, é mago, mas deixa para lá, eu sou privilegiado. Um dia vi a senhorita Estrela no céu e a segui, encontrei mais dois reis magos pelo caminho e fomos ao encontro do nosso Mestre.
Pitoco
- Mas o encontro não era com Jesus?
Estrela
- Sim, meu querido, com Jesus.
Rei
- Jesus é considerado nosso maior Mestre meu filho, porque ensinou o amor, a maior virtude que um ser humano pode querer.
ESTRELA
- por falar em amor, vamos pedir para mais alguns personagens desta historia entrar?
REI
- Sim, (fala alto)- que entrem os que compartilharam a vinda de Jesus.

(entram: uma vaquinha, um jumento, uma ovelha) (todos entram em silencio)
João
- Pitoco, esse livro é mesmo mágico, como cabe tantos bichos e pessoas, e estrela em um livro?
ESTRELA
- Meninos, em um livro, cabe muito mais coisas. Quando lemos, viajamos, e nossa viagem começa agora dentro do nosso coração.
JUMENTO
- Pensei que não ia nos chamar, não esqueça que eu estive com Jesus também.
Vaquinha
- É verdade, estivemos todos no estábulo quando Ele nasceu, foi uma noite gloriosa.
Ovelha
- Eu fiquei tão emocionada, que nem consegui  falar nada.
Pitoco
Mas ovelha não fala, quem fala é humano (ri) (a Ovelha vira a cara amuada)
ESTRELA
(conciliadora)- Vamos voltar a nossa historia?
JUMENTO
(levanta a pata)- Eu quero falar, tenho muito o que dizer.

Rei
É verdade burro, fale, você carregou Jesus, você é um ser  amado pelo Mestre.
JUMENTO
(enfezado)- eu heim, to cansado de dizer que meu nome não é burro e sim Jumento. Corrigindo  Jesus sempre  falava que amava a todos e não apenas a mim.
João
- Mas senhor Burro, quer dizer Sr. Jumento, sendo o senhor tão pequeno , como conseguiu carregar Jesus?
Rei
Meu filho Jesus é um ser leve.
JUMENTO
- Ahhh isso não é não.

(nesta hora, apenas os personagens do livro , se espantam e dizem)
Personagens
- O QUE?????
Estrela
- O QUE????? Voce está dizendo que Jesus é gordo?
JUMENTO
(cara de inocente)- Eu?    (agora para a plateia , apontando para um e para outro)- Alguém ouviu eu dizer isso?  Você escutou eu dizer isso? Eu não disse isso
Ovelha
- Mas eu ouvi você dizer que Jesus pesava
Vaquinha
- Isso é um absurdo de se dizer. Ô jumento sem noção, eu heim.
JUMENTO
- Eu não disse que Jesus pesava, eu disse que ele não era leve. Jesus, sempre me falou, meu filho, não minta, diga sempre a verdade, pois bem ,esta é a mais pura verdade.
Rei
(olhando para o céu)- Jesus, perdoe esta criatura que não conseguiu aprender nada Contigo.
João
Bem, não vamos brigar por isso, vamos continuar a historia que agora eu estou curioso.
JUMENTO
Quero deixar claro que o peso de Jesus era porque ele estava levando toda humanidade com Ele, mas para mim, Ele era leve como uma pluma.
Ovelha
Eu lembro bem que Jesus desde pequenino nos tratava a todos com bondade e amor, tanto pessoa como animais.
Vaquinha
- Um dia escutei Ele dizendo: Deixai vir a mim os pequeninos, porque deles é o reino dos céus.
Pitoco
Me parece que Jesus gosta mais dos menores.
Rei
(Poe o braço em volta do pescoço de Pitoco)- Meu filho, Jesus não tem preferência, Ele ama a todos igualmente, por isso Ele veio até nós.
ESTRELA
Ele veio  para nós ensinar a fazer, o que você fez pelo Pitoco,  João, precisamos aprender a amar nosso semelhante, sem distinção.
Ovelha
Foi muito bonito ver você compartilhar seu brinquedo com aquele que não tem
Vaquinha
Este é o espírito do natal, é doação de amor.
Jumento
As vezes as pessoas esquecem e só pensam nas compras. Presentes não é errado, mas o mais importante é que entre nós reine o amor.
Pitoco
Vocês falam em amor, mas eu não tenho ninguém que me ame.
ESTRELA
Engano seu meu querido, tanto Jesus lhe ama que lhe enviou um amiguinho o João.
João
Pitoco, a senhorita Estrela tem razão, agora eu sou seu amigo.
Rei
E eu lhes digo mais, meus queridos, que um amigo é um irmão que nosso coração escolhe.
João
Sabe senhor rei magro, ou melhor mago, eu tive uma ideia, vou falar com meus pais para o Pitoco ficar na minha casa.

(todos batem palmas, dizendo muito bem João, só Pitoco fica triste)
Vaquinha
O que foi Pitoco? Você não ficou feliz?
Pitoco
Não é isso, eu sou da rua, os pais do João não vão me aceitar.
João
Fique tranquilo meu amigo, eu não tenho irmãos, e meus pais vão ficar felizes por eu ter encontrado você para ser meu irmão. Eles sempre dizem que querem me dar um irmãozinho.
Ovelha
Vamos Pitoco, melhore essa cara.
Todos
Melhore essa cara Pitoco.
Jumento
Tenho uma ideia, vamos cantar para comemorar o natal?
REI
- Falou bonito heim jumento? Vamos a musica.
BATE CORAÇÃO

Oi Tum, Tum, bate coração;  Oi Tum coração pode bater, (repete)
 oi Tum, Tum bate coração; Que com Jesus nós vamos vencer(repete)
Amigos, nós vamos lhe contar; Que o mundo as vezes parece estranho
Quando não temos um rumo; Ficamos sem prumo
Sem saber direito; Como devemos proceder
E o que nós podemos fazer  ê; Para melhorar as atitudes meus amigos
E juntos assim poder crescer. Para melhorar as atitudes meus amigos e juntos assim poder crescer
Estrela
- Bem crianças, agora vamos voltar para o livro mágico, adeus.
TODOS
- ADEUS CRIANÇAS.
João e Pitoco
- adeus amigos.
LIVRO
-ei psiu, crianças, gostaram da historia?
Pitoco
- eu gostei, aprendi hoje que um livro pode nos levar para muitas historias e vocês?(pergunta para a plateia)
João
- Aprendi também que o amor é o mais importante no natal.
LIVRO
muito bem meninos, vamos seguir sempre o exemplo que Jesus nos deixou que é o amor entre todos. Sempre que precisar viajar, estarei pronto para leva-los, abram um livro e vamos viajar alem da imaginação. Bom natal para todos.


Autor:
Josie Borges- 04/08/2014
Personagens:
LIVRO(APENAS A VOZ)
JOÃO
PITOCO
ESTRELA
REI
OVELHA
VACA
JUMENTO

Peça teatral infantil para o final de ano, produzida pelo Grupo de teatro CIRANDA DE LUZ, do CEAK - Centro Espírita Allan Kardec, Cidade de Osasco-Quitaúna - São Paulo, Brasil, autor: Josie Borges.


<< Home                               Teatro>>