quinta-feira, 27 de novembro de 2014

10 Técnicas de sensibilização I

 1 - Como Estou
Consiste em uma chamada nominal feita pelo educador, onde os educandos respondem dando a si mesmos uma nota de acordo com seu estado de espírito (estou bem, estou de mal humor, etc.), servindo para um diálogo sobre as causas dessas emoções, suas consequencias e a melhor maneira de lidar com elas.



2 - Quadros de Cooperação
Os educandos são divididos em grupo para montar um quebra-cabeças com pecinhas quadradas. A equipe fica em silêncio, não sendo permitida nenhuma gesticulação. Observadores (outro educando) avaliam o comportamento individual através de uma ficha (quem toma a iniciativa, quem perturba, etc.). Os componentes da equipe que termina a montagem podem dar uma só dica às equipes que não acabaram.

3 -  Identificando Sentimentos I
Os educandos deverão em casa recortar de uma revista a fotografia de uma pessoa, nomear que emoção o rosto exibe e explicar como saber que uma pessoa tem esse sentimento. Após recolher os trabalhos o educador lista os sentimentos no quadro e pergunta aos educandos: - Como vocês se sentem quando estão...?, estabelecendo intenso diálogo

4. Identificando Sentimentos II
O educador distribui uma folha de trabalho. Numa coluna estão rostos de meninos e meninas, cada um exibindo uma das seis emoções básicas: feliz, triste, irado, surpreso, com medo, enojado, e uma descrição da atividade muscular facial por baixo de cada um. Pede-se ligar um nome ao sentimento.
Deve-se observar as reações faciais dos educandos enquanto fazem o exercício e durante o diálogo que irá se seguir, trabalhando os sentimentos.


5. História Temática
Utilização de histórias retiradas da literatura para leitura e interpretação como ponto de partida para uma discussão de classe sobre determinado tema moral.

6. Momento de Disciplina
Aproveitar as pequenas discussões para incentivar a aplicação de regras simples, imparciais e justas. Toda disputa pode ser negociada e resolvida. No lugar de "parem com isso!", ensinar aos educandos as aptidões de controle de impulsos, ixplicar os sentimentos e aplicar o diálogo para resolver conflitos.

7. Caixa de Correspondência
Uma caixa de papelão especialmente pintada serve de caixa de coleta do correio, para a qual os educandos são incentivados a depositar por escrito suas queixas e problemas, para que toda a classe os discuta e reflita sobre as diversas formas de lidar com eles.

8. Comparação Emocional
Estimular o educando a comparar-se com os ouros em determinadas qualidades, sejam talentos de popularidade, atração ou aptidão esportiva, para equilibrar o amadurecimento emocional.

9. Desafio Emocional
Reunir os educandos em grupos em semicírculo para converar sobre "o que eles pensam de si mesmos", trabalhando a autoconfiança e a autoconsciência, com objetivo de reforçar a capacidade de meninos e meninas para estabelecerem relacionamentos estreitos e superar as crises nas amizades.

10. Cubo dos Sentimentos
Os educandos sentam-se em círculo e rodam o cubo dos sentimentos que tem palavras como "triste" ou "excitado" em cada lado. Quando chega a sua vez, descrevem um momento em que tiveram esse sentimento. É um exercício que lhes dá mais certeza na associação de sentimentos a palavras e ajuda na empatia quando ouvem outros com  os mesmos sentimentos que eles.

Fonte: CVDEE.org


<< Home                 Dinâmicas >>