terça-feira, 5 de março de 2013

Quem somos



Comissão Europa de Educação Espirita Infantojuvenil e Família
Conselho Espirita Internacional – Coordenadoria Europa


Ocorreu nos dias 18 e 19 de fevereiro de 2012, em Stuttgart, Alemanha, o *2º Encontro Europeu dos Evangelizadores e Trabalhadores na área da Evangelização infantojuvenil.  Na ocasião, por designação dos participantes e representantes dos países, foi criada uma Comissão Coordenadora na Europa das atividades na área da Educação da Infância, Juventude e Família, cuja coordenação geral está sob a responsabilidade de Milena Alborghetti (Itália) e Claudia Werdine (Espanha). Na ocasião também foi nomeada Arlete.




O Objetivo Geral desta Comissão é promover e estimular a implantação, a implementação e a integração da Educação Espirita da Infância, Juventude e da Família nos Centros Espiritas existentes na Europa.
Vale ressaltar que, por solicitação dos países, a palavra “evangelização” foi substituída pelo termo “educação espirita”.

Na ocasião da criação da Comissão, foi também preparada uma primeira lista de metas. Visando organizar e coordenar de maneira mais eficiente, com qualidade e segurança estas metas, a Comissão decidiu criar um Plano de Trabalho para o Movimento Espirita Europeu – Área da Infância, Juventude e Família, tendo como referencia o Plano de Trabalho para o Movimento Espirita Brasileiro instituído pelo DIJ – Departamento de Infância e Juventude da Federação Espirita Brasileira.

Considerando-se:

a) A responsabilidade de o Movimento Espírita difundir a Doutrina Espírita por meio de seu estudo, divulgação e prática, colocando-se ao alcance de todos, indistintamente;

b) A busca pelo alcance dos objetivos da Educação Espírita Infantojuvenil, a saber:
- Promover a integração da criança/jovem consigo mesmo, com o próximo e com Deus;
- Proporcionar o estudo da lei natural que rege o universo e a "natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como suas relações com o mundo corporal". (Allan Kardec, O que é o Espiritismo, Preâmbulo); e 
- Oferecer a criança/jovem a oportunidade de percerber-se como ser integral, crítico, consciente, participativo, herdeiro de si mesmo, cidadão do Universo, agente de transformação de seu meio, rumo a toda perfeição de que é suscetível. (Currículo para as Escolas de Evangelização Espírita Infantojuvenil, Feb, 4ª edição, 2006)

c)  A necessária preparação dos educadores par agarantir o zelo doutrinário, pedagógico, administrativo e relacional que deve permear a prática da Educação Espírita junto às crianças, aos jovens e aos familiares;



d)  O relevange apoio à família mediante a sua responsabilidade de conduzir pela senda do bem (O Livro dos Espíritos, questão 582) as crian4as e os jovens confiados por Deus à sua guarda;


e) A importância do planejamento e da avaliação das atividades educadoras visando ao alcance dos objetivos da Educação Espírita infantojuvenil.


f) A integração da tarefa de Educação junto às demais áreas e atividades desenvolvidas pelas instituições Espíritas.

O Plano de  Trabalho planejado pela Comissão Europa de Educação sugere que o trabalho seja desenvolvido com foco na Infância, na Juventude e na Família, por meio das ações junto aos educadores, dirigentes de Instituições Espíritas e demais trabalhadores, abrangendo as Federativas, a partir das seguintes Diretrizes:


1.   Campanha de Divulgação da Educação Espirita da Infância, Juventude e Família

Deve ser função da Comissão em conjunto com as Federativas, oferecer ao Movimento Espírita recursos (ideias, modelos...) para implantar e implementar a Campanha de Educação Espírita, esclarecendo dirigentes, pais, responsáveis e educadores quanto ä importância desta atividade junto as mentes infantis e juvenis.

Resultados Esperados:

ü  Dirigentes, pais e evangelizadores sensibilizados para o atendimento a criança e ao jovem;


ü  Maior empenho na qualidade das atividades de Educação Espirita;


ü  Maior integração familiar, proporcionando uma convivência no lar com bases no amor, respeito e união;


ü  Maior espaço nas atividades do Centro Espírita para o atendimento a criança, ao jovem e a família.



2.   Organização e Funcionamento da Educação Espirita nas Federativas e nos Centros Espiritas


Deve ser função da Comissão auxiliar as Federativas e aos Centros Espiritas na criação do DIJ, sua organização e funcionamento tendo como base as realidades e necessidades de cada Instituição e visando, através de um plano elaborado com a participação de todos os trabalhadores do Centro (Federativa), ir criando as condições para a realização das atividades de Educação Espirita das novas gerações, assim como a harmonia na familia.


3.   Capacitação de Trabalhadores para a Educação Espirita


Capacitação dos educadores na visão dos Espíritos:

Ø  “Dedicar atenção constante a melhoria dos processos pedagógicos...”  André Luiz

Ø  “É justo que o evangelizador deva estudar e rever, quanto possível, todos os ensinos da Verdade granjeando meios de descortinar caminhos de libertação espiritual para quantos se lhe abeirem do coração dadivoso.”  Bezerra de Menezes


Ø  “Que jamais se descuidem do aprimoramento pedagógico, ampliando, suas aptidões didáticas  para que não se estiolem  sementes promissoras ante o solo propício, pela inadequação de métodos e técnicas de ensino, pela insipiência de conteúdos, pela ineficácia de um planejamento.”

Guillon Ribeiro


Deve ser função da Comissão em conjunto com as Federativas promover cursos (presenciais ou online), seminários, Encontros... visando a capacitação dos educadores espiritas nos aspectos didático-pedagógicos e doutrinários, com o objetivo preparar e melhorar seu desempenho nas classes e nas atividades com os pais.

Para melhor facilitar o trabalho dos educadores, a Comissão criou um Banco de Dados para armazenar material em diversos idiomas que serão utilizados como subsídios dos educadores, sendo necessário, mais uma vez, a parceria com as Federativas para a coleta e tradução destes materiais. O Banco de Dados e criação deste Blog estão sob a responsabilidade de Arlete Länzlinger, Suíça e o blog será gerenciado por Daiane Bornea Friedl, Viena – Austria.


Milena Alborguetti e Claudia Werdine

Coordenação da Comissão Europa de Educação Espirita Infanto-Juvenil – CEI


* 1º  Encontro Europeu de Evangelizadores ocorreu em Horn, Holanda, em 22 e 23 de    setembro de 2006.


“Senhor, que queres que eu faça?” (Paulo de Tarso, Atos 22.1.16)

“ E agora, por que te deténs?” (Atos 22.16)

“Prossigo para o Alvo” (Paulo, Filipenses, 3.14)

Sigamos para o alvo!!!!


Fontes de Consulta: VI Encontro Nacional de Diretores de DIJ, Feb (julho 2012)

                                     Plano de Trabalho para o Movimento Espirita Brasileiro – Área  da Infância e Juventude, Feb – 2012/2017



Metas do 2° Encontro de Evangelizadores Espíritas da Europa em Stuttgart, Alemanha - 2012:



<< Home        <<PORTUGUÊS-arquivos